15:34 16/01/2022
Ouça a Rádio ao Vivo!   

CALOR ENTRARÁ NA FASE ÚMIDA COM FORTES TEMPORAIS E SENSAÇÃO OPRESSIVA

A MetSul Meteorologia alerta que a onda de calor começará a ingressar na sua fase úmida que trará temporais, alguns fortes a severos e com danos de forma isolada, e ainda índices de calor (sensação térmica) excepcionalmente altos e madrugadas de temperatura muito alta. Já hoje se espera a ocorrência de tempestades, entretanto o cenário é mais preocupante no fim de semana e na primeira metade da semana que vem. Ar quente e umidade são combustíveis para temporais. Quando o primeiro dos ingredientes, no caso o calor, ocorre em excesso, o risco de tempo severo aumenta muito. E não apenas isso. Não apenas cresce a possibilidade de temporais como de tempestades muito forte e até em alguns casos destrutivas, especialmente em dias de calor extremo.

Um exemplo clássico da história recente de temporal sob calor muito intenso e que foi de grande impacto foi a tempestade severa com downbursts que atingiu parte da cidade de Porto Alegre no final de janeiro de 2016. Não se está a afirmar que a capital gaúcha terá temporal de igual magnitude, apesar de o risco de tempestades na cidade ser alto nos próximos dias, mas em diferentes pontos do Sul do Brasil podem ser registradas tempestades severas com danos por vento e granizo.

Um dos maiores riscos neste tipo de situação em que a instabilidade ocorre imersa numa massa de ar por demais quente é o de vendavais. Não são vendavais generalizados e sim de caráter localizado, entretanto onde ocorrem podem ser muito fortes e destrutivos, com casos extremos de downbursts ou mesmo tornados que podem trazer vento muito acima de 100 km/h. Este é um risco real nos próximos dias nos três estados do Sul. Outro risco será a possibilidade de chuva com volumes excepcionalmente altos (50 mm a 100 mm) em poucos minutos (30 minutos a uma hora) acompanhando temporais isolados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná. Observe a projeção de chuva do modelo WRF para 72h, até 21h do domingo, e atente para os pontos isolados com registros de chuva de 100 mm a 200 mm.
Outro efeito do aumento da umidade será o aumento da percepção de calor. Até o momento, o calor muito intenso está se dando com ar extremamente seco. São várias tardes seguidas em que a umidade cai abaixo de 20% no Rio Grande do Sul na maioria dos municípios com mínimos de até 7%, como se viu em Santa Rosa na quarta.

ACESSE VIDEO
https://youtu.be/FZvynuyq_XU

Compartilhe com seus amigos!



INFORMAÇÃO PORTAL SOLEDADE NEWS : O uso deste conteúdo é gratuito desde que citada a fonte e o link da publicação original.