05:01 26/05/2022
Ouça a Rádio ao Vivo!   

Domingo será de sol no Rio Grande do Sul

O domingo será mais um dia com tempo bastante aproveitável no Rio Grande do Sul, com a presença do sol em todas as regiões. São esperados, inclusive, momentos de céu claro em diversas áreas em parte do dia.

A temperatura começa uma trajetória de elevação. O amanhecer é agradável, mas aquece rapidamente e faz calor à tarde. Pancadas muito isoladas de chuva podem ocorrer da tarde para a noite no Oeste e no Noroeste gaúcho. Em Porto Alegre, a temperatura deve variar entre 18ºC e 30ºC.

Metade do mês pode ter calor incomum 

São crescentes os indicativos de que uma onda de calor de grandes proporções atingirá o Centro da América do Sul na próxima semana. Todos os modelos numéricos analisados apontam o episódio de temperatura muito acima do normal. O que os modelos discrepam é sobre a magnitude da onda de calor.

No melhor cenário, conforme as simulações feitas por supercomputadores, a onda de calor seria muito intensa a extrema. No pior, o evento de calor teria magnitude sem precedentes em várias localidades com temperatura jamais vista e valores de máximas praticamente inconcebíveis diante do histórico da região.

É o caso do modelo norte-americano GFS que há dois dias projeta máximas de 45ºC a 50ºC para uma extensa área da Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul. Seria algo descomunal em termos de calor, uma vez que estes valores superam os recordes de máxima de todos os tempos de Porto Alegre, Rio Grande do Sul e do Brasil.

É muito possível que o modelo GFS dos Estados Unidos esteja superdimensionando o calor ao prever estes valores tão absurdamente fora do normal, mas o modelo europeu que é considerado o melhor entre os globais do mundo também indica uma feroz onda de calor, apenas que com máximas menos extremadas que o norte-americano.

Para a região de Buenos Aires, o europeu ontem indicava 42ºC a 43ºC. Para a área de Uruguaiana, 43ºC a 44ºC. Para a região de Porto Alegre, 40ºC a 42ºC. Estes extremos ocorreriam entre os dias 13 e 15, de acordo com a cidade. Segundo a fonte(METSUL) ,  como falta uma semana ainda para as datas que os modelos indicam que seriam as de calor mais extremo, os cenários podem mudar.

O que há de concreto hoje é a alta probabilidade de um evento de calor muito intenso na metade do mês no Centro da América do Sul e a possibilidade de serem atingidas marcas extremas e sem precedentes em diferentes pontos. Os serviços de Meteorologia da Argentina e Uruguai já lançaram ontem alertas sobre a onda de calor que deve se instalar ao longo da próxima semana.

Compartilhe com seus amigos!



INFORMAÇÃO PORTAL SOLEDADE NEWS : O uso deste conteúdo é gratuito desde que citada a fonte e o link da publicação original.