05:32 26/05/2022
Ouça a Rádio ao Vivo!   

FRIO DA PRÓXIMA SEMANA SERÁ O QUE O GAÚCHO DETESTA

 

Vai fazer frio no Rio Grande do Sul semana que vem? Vai! Haverá cidades com frio intenso em alguns dias? Certeza. O frio da próxima semana no Rio Grande do Sul, entretanto, não vai fugir muito ao normal do que se pode esperar nos meses de inverno e não será tão intenso quanto o “barulho” em torno da massa de polar que se testemunha em redes sociais e em parte da mídia. O período frio da semana que vem para milhões de pessoas no Rio Grande do Sul terá uma marca que é detestada pela maioria dos gaúchos: vai ser úmido. Vários dias terão instabilidade na Metade Leste do Estado com temperatura baixa acompanhada de chuva, vento por vezes forte a intenso e elevados índices de umidade. Haverá neblina e, em cidades serranas, nevoeiro por vezes denso.
Justamente a elevada umidade e a chuva com abundante nebulosidade em parte da semana que vem devem evitar que as mínimas durante a noite sejam por demais baixas, exceção dos locais de Serra em que a altitude contribui para o frio mais intenso. Ao nível do mar ou em baixas altitudes, como é o caso da Grande Porto Alegre, as mínimas não devem fugir muito do que já se registrou neste ano. Em 2021, no final de maio, a temperatura chegou a 2ºC em Campo Bom. Nesta massa de ar frio da próxima semana, as mínimas na Grande Porto Alegre não vão chegar nem perto das anotadas no fim de maio do ano passado. As mínimas não baixam de 7ºC ou 8ºC na área metropolitana no começo da semana e somente na próxima sexta (20) e no sábado (21) é que, com ar mais seco e menor nebulosidade, é que haverá madrugadas mais frias com 8ºC a 9ºC na capital e ao redor de 5ºC a 6ºC na área metropolitana, logo nada de excepcional.
Não choverá o tempo todo e ocorrerão momentos com sol e nuvens no Leste gaúcho, sobretudo entre segunda e o começo da terça, e novamente no final da semana, mas a maior presença de nebulosidade em diferentes momentos da semana que vem, embora não traga frio intenso na maioria dos dias à noite em muitas cidades em cidades de menor altitude, terá como efeito tardes frias e de temperatura abaixo a muito abaixo das médias máximas desta época do ano. A tarde da terça, por exemplo, deve ser muito fria. Na Serra e nos Aparados, as tardes devem ser frias ao longo da semana que vem com máximas bastante baixas e que em muitas cidades não devem ultrapassar os 10ºC na terça-feira, dia que será o mais frio da semana na média diária pelas máximas baixas na região serrana. Em pontos dos Aparados, vários municípios podem ter marcas tão baixas quanto 5ºC na tarde da terça, mas que nos dias seguintes se elevam.


Além da chuva, o Rio Grande do Sul deve ter muito vento entre terça e quarta com rajadas por vezes fortes a intensas entre terça e quarta-feira com a atuação de um centro de baixa pressão. Haverá a combinação de chuva, temperatura muito baixa e ventania, trazendo sensação térmica muito baixa. Na Metade Oeste gaúcha, ao contrário, se espera tempo mais seco e precipitações escassas na próxima semana, mas mesmo assim não são prognosticadas mínimas muito baixas na maioria dos dias porque haverá circulação de nuvens. No começo da semana, quando a atmosfera estará mais resfriada, e no final da semana, quando o perfil atmosférico estará muito seco, é que o Oeste terá as menores mínimas, ao redor ou pouco abaixo dos 5ºC nas baixadas do Noroeste, nada fora do normal em termos de maio no Rio Grande do Sul.
Já as tardes no Oeste e no Noroeste serão frias na segunda e na terça-feira, mas de quarta em diante devem ser predominantemente amenas à medida que o ar frio começa a enfraquecer. No final da semana que vem, inclusive, as máximas no Oeste e no Noroeste ficam ao redor ou acima de 20ºC em vários municípios.

 

Compartilhe com seus amigos!



INFORMAÇÃO PORTAL SOLEDADE NEWS : O uso deste conteúdo é gratuito desde que citada a fonte e o link da publicação original.